O objetivo da Gestão de obras é fazer o projeto acontecer. É uma disciplina dedicada à iniciação, planejamento, execução e gestão dos recursos com o objetivo de completar produtos específicos dentro do orçamento e tempo. Uma gestão de obras bem-sucedida é aquela que consegue vislumbrar todo o projeto do início ao fim, e dessa forma ter a expertise de realizar esta visão. Com o objetivo de manter o ritmo dos negócios, gerentes de projeto necessitam tornar as suas práticas de gestão mais flexíveis. Portanto para lhe ajudar a ter o melhor controle sobre essas etapas, preparamos aqui algumas dicas.

1 – Seja ágil
Metodologias tradicionais de gestão de obras estão se revelando demasiadamente rígidas, burocráticas e demoradas para o ambiente de negócios dinâmico de hoje. Na verdade, essas metodologias podem trabalhar contra os demais setores. Hoje, você precisa responder com agilidade ao aumento dos problemas e mudanças. Sendo assim, não deixe que a documentação e os processos envolvidos na gestão tradicional de projetos pesem contra o processo.

2 – Não microgerencie
Os gestores ideais são líderes, não controlam aberrações. Alguns gerentes podem ser excessivamente analíticos e investir muito tempo no aperfeiçoamento de detalhes, quando eles realmente deveriam se concentrar em alcançar metas e na conclusão do projeto. Ou seja, gestões flexíveis requerem um equilíbrio de ambas as habilidades do cérebro.

3 – Aprimore sua prática de gestão de obras
A tecnologia está sempre evoluindo para atender às novas necessidades dos utilizadores. Da mesma forma, a sua abordagem para o gerenciamento deve evoluir ao lado de negócios e processos. Comunique-se com sua equipe, clientes e parceiros de negócios, a respeito de como você pode melhorar suas práticas de gestão.

4 – Tenha um planejamento contínuo
A atividade mais importante de gestores é o planejamento. O planejamento deve ser detalhado, organizado e requer a participação da equipe. E como em todo o mundo, os planos sempre podem mudar e prioridades podem ser redefinidas conforme as situações. Por isso, planeje e replaneje quantas vezes forem necessárias.

5 – Trabalhe com um senso de urgência
Não seria ótimo trabalhar com um suprimento ilimitado de tempo, dinheiro e recursos? Porém, nós ainda temos que nos fixar em 24 horas do dia e em uma semana de 7 dias. E nós fomos ensinados desde cedo sobre a importância da consideração dos limites de nossas possibilidades. Por isso, as obras são realizadas com um conjunto de cronograma, orçamento e recursos, e é de extrema importância que o processo do projeto seja constantemente conduzido para a sua conclusão. Atualizações regulares, reuniões e follow-ups são essenciais.

6 – Visualize e comunique todos os resultados e atividades da obra
Em suma, tanto o gestor como a equipe devem ter uma imagem dos resultados acabados. Isto guia a todos na mesma direção. Evite descrições vagas a todo custo, seja específico, desenhe diagramas e tire fotos. No fim, tenha certeza de que todos concordam.

7 – Faça o passo a passo das entregas
O pensamento de escalar uma montanha de uma só vez pode ser incapacitante. Mas vê-lo como uma sucessão de passos e picos é menos intimidante e mais viável. Da mesma forma, você não quer saltar em um projeto com a intenção de construir todas as partes da obra ao mesmo tempo. Trabalhe em cada item passo a passo, analise os processos e aprovações, e sempre mantenha um senso de direção.

8 – Mantenha uma comunicação aberta
A comunicação é vital em todos os aspectos da gestão de obras. Você deve aderir a uma política de comunicação aberta, encorajando todos os membros a expressar opiniões e preocupações. Isto acaba com os jogos de espera e reduz significativamente o risco de erros, economizando tempo e dinheiro.

9 – Nunca perca de vista os fatores: Tempo, Orçamento e Qualidade
Enquanto as práticas de gestão mudaram para ser mais flexíveis e aberta, a base continua a mesma. O sucesso da obra ocorre quando ela é entregue no prazo,dentro do orçamento e com um nível de satisfação do cliente. O principal papel do gestor é manter os membros da equipe cientes destes três pilares – tempo, orçamento e qualidade.